Vencendo a dor do luto com Deus

Vencendo a dor do luto com Deus
26/10/2016

Havia um homem, cristão dedicado, que vivia muito feliz com sua família: uma esposa admirável e dois filhos queridos. Certa vez ele decidiu fazer uma longa viagem, ausentando-se do lar por vários dias. Durante este período, um grave acidente provocou a morte dos dois filhos amados. A mãe sentiu o seu coração dilacerado pela dor. Chorou profundamente, mas, por ser uma mulher forte, sustentada pela fé e pela confiança em Deus, suportou o choque com bravura. Porém, uma preocupação maior lhe vinha à mente: "Como dar ao esposo essa notícia triste?"
Sabendo que seu marido era portador de insuficiência cardíaca, tinha medo de que não suportasse tamanha comoção. Lembrou-se de fazer uma oração, pedindo a Deus auxílio para resolver a difícil questão. Alguns dias depois, num final de tarde, o homem retornou ao lar. Abraçou longamente a esposa e perguntou pelos filhos. Ela pediu para que não se preocupasse, que tomasse o seu banho, e logo depois eles conversariam melhor. Alguns minutos depois, estavam ambos sentados à mesa. Ela lhe perguntou sobre a viagem, e logo ele perguntou novamente pelos filhos. A esposa, numa atitude um tanto embaraçada, respondeu ao marido:
_ Deixe os filhos, meu bem. Primeiro quero que você me ajude a resolver um problema que considero grave.
O marido, já um pouco preocupado, perguntou:
_ O que aconteceu? Notei você abatida! Fale logo!! Resolveremos juntos, com a ajuda de Deus.
_ É o seguinte: enquanto você esteve ausente, um amigo nosso me visitou e deixou duas jóias de valor incalculável, para que as guardasse. São jóias muito preciosas! Nunca vi algo tão lindo! O problema é esse... Ele vem buscá-las e eu não quero devolvê-las, pois já me encantei com elas. O que você me diz?
_ Ora, mulher! Não estou entendendo o seu comportamento! Você nunca foi apegada a vaidades! Por que isso agora?
_ É que eu nunca tinha visto jóias assim! Elas são maravilhosas!
_ Podem até ser, mas não lhe pertencem! Você terá que devolvê-las.
_ Mas eu não consigo aceitar a ideia de perdê-las! Disse a mulher.
E o homem respondeu com firmeza:
_ Ninguém perde o que não possui! Reter essas jóias seria o mesmo que um roubo! Vamos devolvê-las, eu a ajudarei. Faremos isso juntos hoje mesmo!
_ Pois bem, meu querido, que seja feita a sua vontade! O tesouro será devolvido. Na verdade isso já foi feito... As jóias preciosas eram nossos filhos. Deus confiou eles ao nosso cuidado, e durante a sua viagem Ele veio buscá-los. Eles se foram...
O homem compreendeu a mensagem. Abraçou a esposa, e juntos derramaram muitas lágrimas...
Quando perdemos pessoas especiais em nossa vida, um buraco enorme fica no peito. É impossível não se entregar ao choro e o desabafo, pois ninguém é de ferro. Mas precisamos seguir em frente, e como podemos prosseguir deixando apenas as boas lembranças para trás? O próprio Deus nos conforta na Sua Palavra: "Habito no alto e santo lugar, mas habito também com o contrito e abatido de espírito, para vivificar o espírito dos abatidos e vivificar o coração dos contritos" (Isaías 57:15).
Somente Deus é capaz de consolar, confortar e nos fortalecer no momento do luto. Por isso devemos nos apegar a Ele com todas nossas forças, principalmente nestes momentos de dor. A morte faz parte do ciclo natural do ser humano e não seremos a primeira e nem a última pessoa a passar por esta triste experiência. Porém, podemos escolher entre ficarmos chateados e magoados com Deus por não termos mais a pessoa conosco, ou podemos agradecê-Lo por ter nos dado o privilégio de conviver com alguém tão especial em um mundo ingrato e injusto.
Porém, é compreensível, que até mesmo nós, cristãos, que temos a esperança na eternidade com Cristo, soframos com a morte. O próprio Senhor Jesus chorou quando seu amigo Lázaro morreu. A Bíblia diz que ele "gemeu no espírito e ficou aflito", e logo depois "entregava-se ao choro" (João 11:33,35). Com isso, vemos que chorar e ficar de luto quando morre alguém que amamos, não é sinal de fraqueza ou falta de confiar em Deus. O rei Davi também chorou quando seu filho Absalão faleceu e clamou: "Oh! Que eu, eu mesmo, tivesse morrido em teu lugar" (2 Samuel 18:33). Porém, devemos confiar que Deus é soberano e quando acreditamos na ressurreição daqueles que creram em Jesus, a nossa tristeza se torna menos pesada. Como diz a Bíblia: "você não estará pesaroso como os demais que não têm esperança" (1 Tessalonicenses 4:13).
Se você estiver passando pela dor do luto, saiba que Deus quer ser o seu pai, o seu consolo e seu melhor amigo. Se você se achegar a Ele em oração e depender completamente dEle, suas forças e fé serão renovadas e Ele trará de volta sua alegria de viver. E a Bíblia promete que "Ele mesmo te sustentará e jamais deixará que você seja abalado" (Salmo 55:22).

Fonte: http://www.pastorantoniojunior.com.br/mensagens-evangelicas/vencendo-a-dor-do-luto-com-deus#ixzz4OC7v7U5V

Eliseu Melfior
Casado com Janaina e pai do Matheus. III Vice-Presidente da Igreja Evangélica Assembleia de Deus de Joinville, Pastor filiado a CIADESCP e CGADB, Bacharel em Sistemas de Informação pela UNIARP, Pós-Graduando em Aconselhamento Cristão pela REFIDIM, Atualmente Pastoreia o Setor 18 - Bom Retiro, e atua como Coordenador de TI na IEADJO | | facebook.com/PastorEliseuMelfior

Comentários

Essa mensagem falou muito ao meu coração , que passou por luto ....linda mensagem, obrigada Jesus....tu és maravilhoso ♥.
Enviado por Anônimo (não verificado) -

Comentar

1 + 3 =
Para evitarmos "spams". Resolva esta simples operação matemática. Exemplo: 1+3, digite 4.